2017

Em 2017, o regulamento manteve a restrição geométrica que obrigava a aeronave a caber em um hangar cônico, mas com dimensões maiores que as de 2016. Insatisfeita com o resultado do ano anterior, a equipe desenvolveu um algoritmo de otimização totalmente novo, com um novo VLM e a aeronave parametrizada com 3 seções aerodinâmicas na asa.
Um grande passo foi dado em relação à continuidade da equipe. Devido à boa experiência de 2016, em que os bixos realizaram um projeto independente, em 2017 foi designado aos bixos à participação no Torneio de Acesso, competição que garante vaga em uma categoria da SAE Brasil Aerodesign no ano seguinte. Era o nascimento da Keep Flying JR.
Uma equipe inteiramente composta por bixos projetou e fabricou uma aeronave seguindo o regulamento dessa competição e obteve o primeiro lugar geral, classificando-se para a Micro no ano seguinte (que também seria realizada por bixos).

No projeto da categoria regular houve grande dificuldade. Apesar de uma aeronave considerada competitiva pela equipe em termos de pontuação, houveram problemas estruturais e de estabilidade durante os protótipos. Foram necessárias duas alterações de projeto para obter a configuração final e o número intenso de protótipos e iterações no projeto prejudicou a elaboração dos relatórios, que foram executados em prazo reduzido.
Na competição de voo, após uma classificação tranquila, houve quebra total de duas aeronaves, uma por falha estrutural e outra por pane elétrica, além de uma decolagem mal-sucedida. Apesar disso, o sacrifício da equipe para ter uma aeronave em condições de voo, ainda possibilitou um voo válido na última bateria, o que colocou a equipe na 11ª colocação geral antes de um término precoce da competição, que impediu a equipe de buscar colocações melhores.

A equipe terminou o ano insatisfeita com os resultados da competição, consciente da evolução no projeto da aeronave e também dos erros cometidos. A experiência obtida no ano de 2017 guiaria a tomada de decisões no ano de 2018, principalmente do ponto de vista estratégico e de planejamento. Grande parte dos veteranos se manteria na equipe, fazendo com que no ano seguinte, todos os líderes de subsistemas já tivessem experiência de projeto em suas áreas.